Agora também aqui

sábado, agosto 15, 2009

Foi hoje

Contei à minha mãe. Foi há uma hora. Já houve lágrimas, silêncios, perguntas sem resposta, pedidos para esconder, festas, beijinhos.
Vou para a cama... Preciso apagar.


-- Post From My iPhone

14 comentários:

inixion disse...

i can relate...

Ao fim ao cabo o "mundo delas" desaba...o que projectam para nós, o que vivem, ou esperam viver através de nós...aquela "normalidade" a que estão habituadas...enfim..tanta coisa para dizer sobre o assunto.

Mas o facto é que disseste..claro que foi doloroso para ambas as partes...mas...trata-se da nossa vida....do nosso bem estar e felicidade.
E nada como ser honesto com aqueles que mais queremos...com o resto podemos nós bem.


é dar tempo ao tempo....

Sirigaita disse...

fico feliz por ti :) tenho a certeza de ke libertaste um grande peso dos ombros!Agora aguarda pela normalizaçao das situaçoes.. força e parabens!

pinguim disse...

Acredito que depois de um curto tempo de "assentar o pó" estarás imensamente mais feliz contigo próprio.
A vida é tua, meu amigo e és tu que a tens que gerir.
Fico feliz eu também, por ti e relembro que passei por tudo isso.
Abraço.

zigtai disse...

Parabéns pelo passo de gigante! Um momento sempre muito difícil mas que é o ponto de partida para uma vida mais aberta e cúmplice com aqueles de quem mais gostamos. Abraço.

Individual(mente) disse...

Fico contente por ti!
Se deste esse passo foi porque acreditas que tudo será melhor daqui para a frente. E assim será... :)

Forte abraço

TheMenBehindTheCurtain disse...

Já doí quando quebramos as expectativas de alguém que gostamos. De uma mãe, sabendo que é aquela pessoa que sempre nos apoiou e daria a sua vida em troca pela nossa, acredito que muito mais...

Estando a tua vida em jogo, só posso admirar a tua coragem por teres dado este passo em frente. :) A vida agora vai saber muito melhor, sem este fardo sobre os ombros.

Força ai! ;)

Aequillibrium disse...

obrigado a todos pelas palavras de apoio.

Não foi fácil, pensei que ia ter um enfarte... :s

como as coisas vão ficar? só o tempo o dirá

sinto-me... um bocadinho aliviado, mas triste

Muju disse...

"Come what may!" Seja como for que as coisas fiquem pelo menos jã não vives uma mentira. Terás sempre esse pensamento para te reconfortar. Força e parabéns pela tua evolução enquanto Homem.

P.S: Sempre que as coisas parecerem mais difíceis lembra-te que nunca estiveste nem nunca estarás sozinho. Abraço!

Pedro Fitch disse...

Só te posso desejar os maiores PARABÉNS. Fico muito feliz por ti.
Depois do necessário período de ajustamento (de ambos), vais ver que vais viver a vida de uma forma muito mais intensa, plena e, sobretudo, verdadeira.
Forte Abraço

Pijaminha disse...

Imagino que tenha sido muito difícil, mas os meus Parabéns por o teres feito.
É uma decisão complicada, mas de certeza que te sentiste mais aliviado.
Gostava de ter a tua coragem, mas ainda não fui capaz.
Um forte abraço.

Manuel disse...

Após mais de um ano de silêncio na blogosfera, mas a acompanhar-te quase diariamente, fico feliz por ti pela tomada de decisão, pela coragem e pela virtude do ser-se verdadeiro para com aqueles que amamamos. Ainda não tenho essa virtude, mas sim o defeito de querer esconder a minha identidade e com isso comprometer a minha felicidade.
Profissionalmente vivo num meio muito próximo do teu, e conheço bem as regras do jogo. è só saber jogar, e neste caso é jogar sempre à defesa, uma cartada mal jogada pode ser o fim de uma carreira, o fim do respeito e a perda de reconhecimento. Simplesmente pelo facto de sermos diferentes dos standards judaico-cristãos.
Espera, contudo, momentos de afectividade e humores que serão muito flutuantes. Deste a noticia que, creio eu, que nenhum pai quer ouvir, pois isso é coisa que só acontece aos outros e é uma desgraça... o que é que os outros dirão...
Fica bem. Aliás fica muito bem, pois conseguiste fazer aquilo que eu nunca farei e que outros tantos mil não terão tomates de o fazer.


Um grande abraço.

Nuno disse...

Parabéns. É preciso coragem...

Aequillibrium disse...

:_)

TUSB disse...

eu tb depois de contar fiquei aliviado mas triste, as coisas até mais ou menos bem... mesmo se ela ainda me sai com aquilo de "isso é uma fase" só me apetece responder-lhe "como é uma fase seres heterosexual?" mas só lhe digo que não é uma fase...

Blip.fm